[Resenha] A Redenção do Anjo Caído, de Fabio Baptista – Amazon

a_redencao_do_anjo_caidoTítulo: A Redenção do Anjo Caído
Autor: Fabio Baptista
Amazon

Compre aqui

Sinopse:
Após refletir sobre a Batalha da Queda dos Anjos e outros eventos ocorridos em sua longa existência, Lúcifer conclui que é inútil continuar lutando contra a onipotência, onisciência e onipresença do Altíssimo. Decide então se render e, com esse intuito, vai ao Paraíso, onde Deus lhe faz uma proposta: para ter chances de ser perdoado, ele deverá vir a Terra, na condição de mortal, e, aqui, precisará conviver e fazer algo bom pela humanidade que tanto despreza.

Resenha:

Lúcifer, depois de um tempo de meditação no reino das trevas chega a conclusão que é inútil tentar destruir o Altíssimo e, sentindo-se entediado, cansado de torturar almas humanas e dos treinamentos dos seus soldados infernais, toma uma decisão pra lá de inusitada… E para anunciar a decisão, convoca uma reunião com seus lordes infernais.

Para surpresa de alguns lordes e satisfação de outros, Lúcifer declara que está voltando para o Paraíso causando agitação e disputas no palácio do reino das trevas.

Depois de um longo caminho percorrido do Inferno ao Paraíso onde, em meio a sua viagem cria uma criatura imperfeita “batizada” como Diabrete, Lúcifer chega aos portões do Paraíso e logo tem sua entrada autorizada por Deus para desgosto dos Anjos Celestiais.

Mas, depois de um longo diálogo com seu pai – Deus, Lúcifer percebe que não vai ser tão fácil assim conseguir o perdão do Altíssimo, e para se redimir de seus pecados (que não são poucos) Lúcifer aceita o desafio imposto por Deus e vai a terra conviver com os mortais (que tanto odeia) com o intuito de fazer algo bom por eles.

Lúcifer vai encarar sua trajetória como um mendigo até ter uma reviravolta na sua “vida terrestre “e assim, começa a pensar como poderia fazer algo bom para a humanidade. E como diz o ditado “o que é bom para um pode ser péssimo para o outro”… Lúcifer orientado por alguns políticos do mal toma uma decisão que vai abalar céu e terra…

Numa cadência lírica Fábio nos pega pela mão e nos leva por essa aventura cheia de embustes, percalços e mazelas da humanidade, onde Lúcifer passa a provar do seu próprio veneno.

A Redenção do Anjo Caído é uma narrativa repleta de aventuras e sutilezas, ora fantasiosas, ora realistas. Uma história bem construída, com algumas passagens divertidas. Leitura fluída e instigante. Cenários bem descritos, tanto do céu como o inferno e a terra. A trajetória de Lúcifer junto dos humanos se passa na cidade de São Paulo.

Os personagens são criados com capricho, são únicos e cativantes, como Gisele, que mesmo em meio a tanta miséria, soube conquistar seu novo amigo com sua ingenuidade de criança e “malandragens” adquiridas nas ruas. E enxergar Lúcifer pelo ponto de vista criativo do autor foi simplesmente fascinante, fui cativada por esse personagem tão contraditório. (Só lendo para vocês entenderem o que estou dizendo).

E em meio a ocupação de prédios abandonados, perdas, política e reviravoltas, somos surpreendidos a cada página.  E o momento onde a tão esperada batalha pelos infernais contra a humanidade e os Anjos Celestiais acontece  instigada por Lúcifer durante um ataque de fúria e rebeldia, que o faz se desfazer de sua condição de humano quando chega a  conclusão de que está sendo manipulado o tempo todo pelo Altíssimo.

Seres infernais partem para o ataque e uma guerra catastrófica quase extermina a humanidade. Celestiais e Demônios são mortos, muita carnificina e explosões cataclísmicas acontecem e Lúcifer com seus soldados retornam ao reino das trevas…

Neste instante, com certeza vocês devem estar pensando o mesmo que pensei quando cheguei à esse ponto da leitura, que a maldade continua sempre maldade MAS…

O autor conseguiu nos dar um final SURPREENDENTE!!

Terminei a leitura lamentando ter acabado, impossível largar o livro.

Incrível. inquietante. instigante.

Recomendo!!!

 

 

 

 

 

 

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *