[Resenha] Morreu e não sabia, de José Manuel Fernandéz – Petit Editora, por Renata Maiochi

157_92 Título: Morreu e não sabia
Autor: José Manuel Fernandéz
ISBN: 9788572532921
Gênero: Romance Espírita
Páginas: 192
Editora: Petit
Cortesia da editora

Compre aqui

Sinopse:

Quando João descobre que seu melhor amigo está namorando Elisa, o grande amor de sua vida, ele fica transtornado. Sem que o casal perceba, João começa a segui-los por todos os lugares: na escola, no bairro, nas ruas. Numa dessas obsessivas perseguições, às escondidas, o rapaz se distrai e, ao atravessar uma rua, acaba atropelado. Desencarnado, ele não percebe sua nova condição. Um militar, também desencarnado, vai ajudá-lo a descobrir o que aconteceu, mas o jovem só tem um sentimento: vingança.

Resenha: Até que ponto uma pessoa com ciúme pode se prejudicar? Para João esse sentimento o levou ao extremo, e depois de descobrir que seu melhor amigo Marcelo estava namorando com Elisa, a moça por quem era apaixonado, João chegou a beira da loucura, ficou obcecado por esse relacionamento e tudo o que queria era poder desmascarar os dois que o traíram de maneira tão cruel.

João então decide segui-los para ver até onde a falsidade de seus amigos era capaz de chegar, mas a cegueira causada por esse sentimento infeliz não permitiu que João percebesse por onde andava e agora, João estava caído no meio de uma avenida muito movimentada com um ferimento terrível na cabeça mas,  ainda assim não percebera sua nova condição – João estava morto.

Passado o susto, ele se levanta e como tinha perdido seus amigos de vista resolve então ir para a casa onde começa a perceber que algumas coisas estão estranhas, sua tão amada mãe Zilda, que naquele horário era comum estar em casa, não estava, e aquele silêncio sepulcral o incomoda demais, passado um tempo em  que João julgou necessário para o descanso sai então a procura de sua mãe, e o desespero o leva à um hospital na vizinhança, mas chegando ao hospital qual não foi sua surpresa ao perceber que as funcionárias daquele local era extremamente mal treinadas, pois por mais absurdo ou improvável que pudesse parecer, elas agiam como se João não estivesse lhes perguntando nada, aliás, agiam como se  ele fosse invisível! Então, como João foi totalmente ignorado, ele decide procurar pelo hospital por sua mãe.  E agora, as surpresas estão prestes a acontecer,  e o General Gonçalves  ( um militar também desencarnado) vai cruzar o caminho de João e finalmente apresentar a ele sua mova condição.

Passado o susto e a rebeldia por finalmente ter percebido que não estava mais entre os vivos que habitavam na terra de maneira física, João só tem um sentimento dentro de si: Vingança!   E ele não vai descansar enquanto o grande traidor, o responsável por sua morte, seu ex-melhor amigo de uma vida toda não pagar pelo o que fez.

Agora João tem um plano, e vai usar Gonçalves  para aprender tudo o que puder e só assim, colocá-lo em ação.

Mas… a vida, mesmo pós morte, tem suas surpresas, e Deus tem outros planos para João.

Minha opinião: Morreu e Não Sabia não só nos tira dúvidas sobre a confusão pós-morte física, como de maneira muito sensível , fala sobre amizade, perdão, escolhas.

Com  páginas brancas, escrito em terceira pessoa, capa simples e clara, fonte de tamanho bom, José Manuel Fernández nos traz uma leitura rápida, fluída, com capítulos bem casados, e lindíssimas mensagens .

O que me fascina em romances espíritas são os ensinamentos, e nesse livro especificamente a questão “ escolhas “ foi  para mim um dos pontos  para reflexão.  Sempre haverá mais de um caminho a seguir!

Os personagens secundários não menos importantes, foram de extrema importância para o início da evolução de João, e para quem nunca leu e tem curiosidade sobre livros espíritas esses personagens conseguem clarear muito as dúvidas que possam surgir, fazendo com que você se sinta batendo um papo com cada um deles.

A introdução do livro vem com uma apresentação! O autor nos apresenta João, como o conheceu, onde estavam, e como foram os meses de convivência com esse jovem que sentia a necessidade de contar sua história naquele momento.

Com um final extremamente emocionante, eu digo que sim, indico o livro, mesmo para aqueles que não se interessam por livros espíritas vale muito a pena, Morreu e Não Sabia é um livro leve, e com certeza só tem a acrescentar.

Recomendo!

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *