[Resenha] Sra. Poe, de Lynn Cullen – Bertrand Brasil

Sra Poe (1) Título: Sra. Poe
Autor: Lynn Cullen
EAN: 9788528618457
Gênero: Romance estrangeiro
Páginas: 400
Editora: Bertrand Brasil
Cortesia da editora

Compre aqui

Sinopse:

Um escritor e seus demônios, uma mulher e seus desejos, uma esposa e sua vingança

1845: O Corvo, de Edgar Allan Poe, alcança os padrões de perfeição literária e está no auge da moda – sucesso com o qual uma poetisa esforçada como Frances Osgood só pode sonhar. Apesar de não ser grande fã dos escritos de Poe, ela vê com entusiasmo a chance de conhecê-lo e, em um sarau literário, fica atraída por sua magnética presença – e pela surpreendente revelação de que ele admira o seu trabalho. Flerte e sedução culminam em um romance proibido. Mas quando a frágil mulher de Edgar insiste em se tornar amiga de Frances, o relacionamento se torna tão ambíguo e tortuoso quanto um dos contos de Poe. Inspirado na vida e na escrita de Poe e Osgood, e baseado em autênticos detalhes históricos, Sra. Poe é uma história de tragédia e perda envolta em uma aura de paixão e vitalidade.

Resenha:

O cenário onde se passa esta intensa e sedutora história é a cidade de Nova York ano de 1845. Uma época de ruas iluminadas a gás e repletas de imigrantes. Dinheiro e oportunidades contrastando com pobreza e crimes.

Edgar Allan Poe com seu poema “O Corvo” alcança os padrões de perfeição literária e está no auge da moda. Poe é casado com sua prima Virgínia, uma mulher jovem e frágil que sofre de uma grave doença nos pulmões.

Frances Osgood, escritora de contos infantis e poetiza foi traída e abandonada pelo marido e sonha com um sucesso igual ao de Edgar para poder se manter e sustentar suas duas filhas.

Quando Poe e Frances são apresentados em um dos encontros literários da Srta. Lynch, Frances se surpreende ao descobrir que Edgar é um admirador dos seus poemas. A atração entre ambos é imediata e apesar de Frances lutar contra essa atração, a paixão é inevitável.

A história é envolvente, e a atmosfera de uma Nova York de 1845 nos leva diretamente para o mundo controverso, sombrio e misterioso de Edgar Allan Poe que é descrito por Frances como um homem bonito, alto, de cabelos cacheados, olhos escuros e extremamente sedutores.

A escrita de Lynn Cullen é intensa e com sentimentos tão vívidos que  ficção se mistura com  realidade. E em meio à aventura extraconjugal de Poe e Frances, além da intensa paixão e magnetismo entre eles, Lynn nos brinda com uma boa dose de mistério e acontecimentos arrepiantes.

A narrativa é fantástica, ágil e instigante. Cada página, cada capítulo o coração bate mais forte e nos vemos torcendo para que seja uma história real. Impossível largar o livro.

Um amor proibido e envolvente, uma aura de mistério e um final de cortar o coração.

A capa é linda e no início somos presentados com o poema “O Corvo” de Edgar Allan Poe. Duas cartas originais, uma de Frances e uma de Poe. E no final, contamos com uma nota esclarecedora da autora sobre a obra. Edição caprichada!

Sra. Poe é uma história intensa, linda e avassaladora.

Recomendo.

“…E o corvo, que não voará, lá ainda está
No busto branco de Palas, em meu quarto, aos seus portais;
E os seus olhos vão lembrando os de um demônio então sonhando.
E a luz, no chão escoando, lhe ergue a sombra em meus umbrais,
E a minha alma desta sombra, que se alonga em meus umbrais
Não há de erguer-se – Nunca mais.”

Edgar Allan Poe – 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *