[Resenha] O grande zoológico, de Howard Jacobson – Bertrand Brasil

o-grande-zoologico-2Título: O grande zoológico
Autor: Howard Jacobson
EAN: 9788528618495
Gênero: Romance estrangeiro
Páginas: 350
Editora: Bertrand Brasil
Cortesia da editora

Compre aqui

Sinopse:

Um romance sobre o amor pelas mulheres, pela literatura e pelo riso

Guy Ableman é um romancista apaixonado pela mulher, Vanessa, uma ruiva deslumbrante, contraditória e assustadoramente estressada. O problema é que ele não está menos fascinado pela sedutora sogra, Poppy. Essas duas constituem uma presença potente que destrói a paz de espírito de Guy, fazendo-o imaginar histórias ao mesmo tempo que impossibilita de se concentrar tempo suficiente para escrevê-las. Não que alguém leia seus livros. Ou qualquer outra coisa. A leitura, Guy teme, acabou. Seu editor, consciente disso, suicidou-se. Seu agente anda sumido. Vanessa, por outro lado, está escrevendo o próprio romance. Guy não espera que ela termine, mas se apavora quando pensa que pode estar errado. A ficção pode estar morta, mas o desejo, não. A partir desse desejo, ele acredita que pode escrever um ótimo livro.

Resenha: Guy Ableman é autor de livros de romance, não foi isso a vida inteira… Filho de donos de uma loja muito bem conceituada, onde vendia as melhores roupas da região, trabalhou por um bom tempo como gerente da loja, principalmente quando seus pais decidiram se aposentar e viajar. Mas não era isso que Guy queria de sua vida,  desde sempre soube que seria romancista e como o filho desgarrado, aquele que não é o orgulho da família, foi ser feliz.  E obteve sucesso!

Mas hoje as coisas estão diferentes, já não vende mais tanto quanto antes, não tem mais tantos leitores, os poucos que lhe restam aparentemente estão em pé de guerra, e as críticas nada construtivas em nada ajudam para que sua inspiração volte, principalmente porque seu último livro não foi lá um grande sucesso literário.

Seu editor acabou de morrer, cometeu suicídio e  para piorar, apesar de amar sua esposa  Vanessa, nutri pela sogra uma paixão inexplicável.

Realmente os dias não têm sido fáceis, sem saber o que está causando esse bloqueio Guy pensa em mil possibilidades, entre elas, dar continuidade ao livro “Vai Pentear Macaco” onde escreveu sobre o ponto de vista das mulheres, e que no final das contas não conseguiu agradar em nada o público feminino e segundo as críticas, mais parecia odiá-las.

Vanessa em nada contribui, parece até que seu passatempo preferido é atacar o marido, Guido, como ela o apelidou desde a primeira noite juntos comenta o tempo todo sobre seu toc, sua maneira de escrever, briga quando ele está escrevendo, pois o som que emite o teclado do computador faz com que ela perca a concentração, afinal, Vanessa também quer escrever um livro, e Guido não acredita que ela possa ter sucesso.

Junte tudo isso, à desconfiança nunca confirmada de possíveis traições de Vanessa, e a obsessão que tem pela sogra, em O Grande Zoológico, somos convidados a conhecer o que se passa dentro da cabeça de um romancista… suas loucuras, neuroses, e o desespero corrosivo para que finalmente consiga emplacar mais um romance.

Minha opinião: Com uma capa que te faz pensar em outro enredo, e um título que te faria pensar em alguma história que talvez tivesse acontecido dentro de um zoológico, Howard Jacobson nos faz nesse livro  viajar para dentro da cabeça de um autor, que em alguma época fora famoso e hoje busca desesperadamente em meio as suas neuroses algo que o faça finalmente conseguir escrever uma próxima obra.

Com uma diagramação perfeita, páginas amarelas, escrito em primeira pessoa, e com uma leitura pouco fluída, encontramos em O Grande Zoológico, diálogos interessantes, engraçados e confusos .

Em algumas vezes se é capaz de gargalhar, em outras, tamanha profundidade, é necessário a releitura. Por isso não é um livro rápido os capítulos são intercalados em momentos, ora atuais, ora no passado.

Através de O Grande Zoológico, descobri que nunca conseguirei entender o que se passa na cabeça de um escritor, todas as crises, contradições, manias, entre tantas coisas, fica realmente difícil embrenhar-se nas profundezas que divagam em um cérebro de um romancista.

Apesar disso, um livro bem interessante, com algumas críticas em relação aos modismos literários, mas que sem dúvida é  daqueles que você sabe que com certeza irá reler.

Recomendo.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *