[Resenha] A morte não é o bastante, série Hollows – Livro 3 – de Kim Harrison – Editora Pavana

amortennãoéobatsnteneTítulo: A morte não é o bastante – Livro 3
Autora: Kim Harrison
Selo: Pavana
Título original: Every Which Way but Dead (EUA)
Tradução: Guilherme Miranda
Capa: ilustração de Larry Rostand
Gênero: Fantasia urbana
Palavras-chave: bruxa, vampiros, caçada, investigação, ação, fantasia, feitiço
ISBN: 978-85-8419-023-2
Páginas: 472
Compre aqui

SINOPSE

Rachel Morgan, a bruxa mais talentosa, sexy e durona da ficção está de volta. Desta vez, precisa controlar uma perigosa e mortal guerra de poder no submundo de Cincinatti enquanto tenta se livrar de mais um acordo com o poderoso demônio Algaliarept, que poderá a condenar a uma eternidade de sofrimento. Ao mesmo tempo, seu namorado está cada vez mais distante, abrindo espaço para Kisten, um vampiro sedutor e misterioso que teima em conquistá-la. Cheio de ação, humor e momentos imprevisíveis, os leitores vão ficar grudados em cada página deste livro. A morte não é o bastante é terceiro livro da série Hollows.

Resenha

A  morte não é o bastante é o terceiro livro da série norte-americana Hollows  tendo como protagonista Rachel Mariana Morgan, uma bruxa caça-recompensas, talentosa, durona e com um humor contagiante.

Depois de se demitir do antigo emprego, Rachel monta uma agência de detetives junto com seus amigos, Ivy uma vampira atraente e perigosa e um pixie muito excêntrico e teimoso. Neste livro, Rachel precisa conter uma guerra mortal no submundo de Cincinatti entre perigosos chefões do crime e tentar a todo custo se esquivar de um poderoso demônio Algaliarept que deseja levá-la para o todo-sempre numa eternidade de sofrimento.

Resenhar este livro com certeza vai fazer com que o texto seja enorme pois, em anos de leitura do gênero, nunca me deparei com um livro sobre bruxas que falasse tão profundamente desse mundo repleto de encantos e feitiços como A morte não é o bastante.

Assim que iniciei a leitura, muito ansiosa por sinal, já nas primeiras páginas fui fisgada pela narrativa da autora e levada para dentro da perigosa Cincinatti, onde depois dos acontecimentos sombrios que quase dizimou a população humana nos primeiros livros da série – que logo estarão resenhados aqui, humanos passaram a conviver abertamente com bruxos, vampiros, elfos, pixies, demônios, lobis  e várias outras criaturas da noite.

A história que é narrada por Rachel desde o início, além de muita ação e adrenalina em meio às lutas contra demônios, bruxos poderosíssimos e vampiros loucos por seu sangue, em alguns momentos Rachel consegue nos arrancar deliciosas gargalhadas, além de durona, seu humor ácido é de fazer nos apaixonar cada vez mais pela história.

Em, A morte não é o bastante a autora conseguiu com maestria criar uma história fascinante, nos levando para dentro de um mundo totalmente diferente e empolgante do que vemos nos habituais livros do gênero, tornando impossível largar o livro.

Os personagens são simplesmente cativantes, Rachel me ganhou logo de cara, Jenks – o pixie me deixou completamente apaixonada por ele, e Ivy apesar de ser uma personagem forte e importante dentro da narrativa me irritou em alguns momentos com sua possessividade em relação a Rachel, e gente… o Kisten, namorado vampiro da Rachel é simplesmente estonteante, e a cena de amor entre eles foi muito linda e de tirar o fôlego. Não posso deixar de mencionar aqui Ceri, a elfa resgatada por Rachel das mãos do demônio Al e que é uma personagem muito fofa, Trent, um elfo pra lá de sedutor que me arrancou suspiros, e David o lobis charmoso com seu chapéu de Cowboy.  Personagens incríveis, cativantes e criados com capricho, uma história bem construída, cheia de ação do início ao fim, repleta de magia , feitiços, muito perigo e mistérios, com cenários bem descritivos e empolgantes.

Kim Harrison soube como cativar o leitor com sua criatividade espantosa e não foi à toa que recebeu o título de autora Best-Seller do New York Times.

Se gostei do livro? Não, eu AMEI, me apaixonei pela série, pelos personagens e principalmente pela escrita da autora que é simplesmente arrebatadora.

Uma série que não pode faltar na estante dos amantes da literatura fantástica.  São vários elogios que eu poderia ficar aqui tecendo deste livro, mas com certeza faltaria espaço.

A escrita é ágil e instigante, cheia de ação do início ao fim.

A série conta com um total de 13 livros, no Brasil foram lançados somente três até o momento. Aguardo ansiosamente pelas próximas aventuras da caça-recompensas mais amada da literatura fantástica.

Este é o primeiro livro do Selo Pavana  que tenho oportunidade de conhecer e tenho que parabenizar a editora pelo capricho da obra!!

Recomendo mil vezes!!!!

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *